Angra Ilha Grande
Angra dos Reiss

 Guia de Angra dos Reis e Ilha Grande
| adicione a seus favoritos | recomende a um amigo | início
























    Angra tem além dos seus incontáveis atrativos culturais, muita história para contar. São construções dos séculos XVII e XVIII que incluem imponentes conventos, igrejas, monumentos e ermidas, predominantemente influenciadas pela Igreja Católica. Entre as principais atrações históricas podemos citar:


:: Convento Nsa. Sra. do Carmo e Capela da Ordem Terceira ::

 
Mesmo antes de existir o povoado em Angra, foi residência de frades carmelitas. Inaugurado em 1593 e remodelado em 1623, foi tombado pelo SPHAN em 1954.

O convento abriga um cemitério com o corpo de Maria Isabel da Visitação Corrêa que faleceu em 1822 e teve seu corpo mumificado.


:: Praça Lopes Trovão ::

É ali que acontecem as melhores feiras de artesanato da cidade. Além disso, tem um coreto que serve de palco para pequenos shows musicais.
 

:: Igreja de Santa Luzia ::

 
Foi a primeira igreja matriz de Angra, construída em 1632. Localizada na movimentada Rua do Comércio, mantém até hoje sua graciosidade. Tombada pelo SPHAN em 1954, o estilo barroco predomina nas suas linhas externas e no interior da nave.

:: Convento São Bernardino de Sena e Capela da Ordem Terceira de São Francisco da Penitência ::

Erguido no lugar do antigo convento Franciscano da Cachoeira, data de 1763. Manteve atividade até o ano de 1859. A partir de 1931, o convento abrigou a Casa de Órfãos e Liceu Primário por nove anos. Após esse período retomou suas atividades eucarísticas e, em 1947 foi tombado pelo SPHAN.

:: Igreja Matriz de Nossa Senhora da Conceição ::

Sua construção começou em 1623 e só foi concluída em 1750. A igreja tem como principal atração a imagem da padroeira da cidade, Nossa Senhora da Conceição. Segundo as lendas locais, a imagem fazia uma viagem para Itanhanhém, mas foi acolhida na Vila dos Reis Magos. Tombada pelo SPHAN em 1954, é uma das mais belas da região e guarda imagens e indumentárias históricas.

:: Ermida do Senhor do Bonfim ::

A localização já é uma peculiaridade: a ermida está sobre uma ilhota, em frente à Praia do Bonfim. Sua construção data de 1780, pelas mãos de Manoel Francisco Gomes e tem, como moldura, pitangueiras que dão um ar bucólico ao local. Este minúsculo paraíso já foi palco de diversas telenovelas e campanhas publicitárias.

:: Igreja Nossa Senhora da Lapa ::

Obra de Baltazar Mendes de Araújo, foi concluída em 1752. Próxima à rodoviária, hoje é onde o Museu de Artes Sacras de Angra dos Reis mantém suas atividades.

:: Igreja da Ribeira ::

Apesar de ter sido erguida em 1772, a Igreja da Ribeira mantém até hoje seus traços arquitetônicos originais. A poucos passos do mar, na Enseada da Ribeira, atualmente sedia diversas atividades católicas para a comunidade local.

:: Igreja da Piedade ::

Localizada na Praia da Piedade, Ilha da Gipóia, é um bibelô histórico. O verde do mar faz sobressair o pequeno templo pintado de branco, que serviu de inspiração a muitos pintores de todas as partes do planeta.

:: Casa da Cultura ::

Bem na esquina da Rua do Comércio com a Rua Raul Pompéia, fica a Casa de Cultura. Conhecido por abrigar eventos culturais, o prédio construído em 1824, foi adquirido em 1985 pela Prefeitura de Angra dos Reis. No primeiro pavimento acontecem diferentes exposições semanais, além de funcionar o Ateneu Angrense de Letras e Artes, entidade que incentiva a cultura e a preservação da história de Angra.

:: Edifício do Paço Municipal ::

Erguido em 1871, defronte a Praça Nilo Peçanha, passou por grande reforma após ser abandonado por décadas. Hoje é onde funciona a sede do Governo Municipal.

:: Câmara dos Vereadores e Antiga Cadeia Municipal ::

No prédio já funcionou a única cadeia da cidade até o fim da década de 60. Localizada na Praça Nilo Peçanha, foi erguido no final do século XIX, mas hoje já foi descaracterizado com pequenas modificações na fachada. As celas ocupavam o primeiro pavimento do imóvel.

:: Prefeitura Municipal ::

O prédio, onde hoje funciona a prefeitura, foi construído em meados do século XIX e tombado pelo patrimônio histórico em 1982. Está localizado na Rua Professor Lima, em frente à Praça Nilo Peçanha. Vale uma visita, porque o prédio, além de preservar suas características originais, está muito bem cuidado.

:: Casario da Rua do Comércio ::

Quem deseja saber um pouco mais do passado da cidade não pode deixar de ir até lá. As casas, datadas do início do século XIX, chamam a atenção pela originalidade. Atualmente abriga a Secretaria do Desenvolvimento Econômico da Prefeitura de Angra.

:: Colégio Naval ::

Construído em 1914, bem próximo ao Centro, este prédio retrata bem a história da cidade e da Marinha do Brasil. Localizado na Estrada do Contorno, tem como moldura a exuberância da Mata Atlântica. Ali acontece o ritual diário do hasteamento da bandeira brasileira às 8 horas e arriamento às 17 horas, tendo como pano de fundo, o pôr do sol. Vale conferir.

:: Ruínas do Forte do Leme ::

Erguido pelo engenheiro militar, Rosalvo Mariano da Silva, em outubro de 1911, fica no caminho da Praia do Maciel, uma das mais lindas de Angra. Pertenceu ao Encouraçado do Riachuelo até 1950 e possui muitos canhões que nunca foram utilizados. Hoje os canhões estão abandonados e enferrujados, juntamente com as ruínas do forte.

:: Ruínas do Engenho Central de Bracuhy ::

Próximas ao Condomínio Bracuhy, na baixada do Rio Bracuhy, as Ruínas são cercadas por vegetação típica de manguezal. Já foi o mais moderno engenho do Brasil, com maquinários vindos da Europa. Construído na mesma área da Fazenda Bracuhy, tem fossos subterrâneos e paredes bem espessas. Sua arquitetura, apesar de estar em ruínas, ainda guarda os traços da Revolução Industrial.

:: Vila Histórica de Mambucaba ::

A bela praia, com pequenas casas e uma singela igreja, transformam o cenário num dos mais belos de Angra. Para festejar este paraíso, bares oferecem, além de bebidas geladas e petiscos à base de frutos do mar, música ao vivo, para os mais românticos.

:: Cais de Santa Luzia ::

Ao lado do Porto de Angra, o cais tem movimento intenso de turistas durante o ano todo, de onde partem muitos passeios de barco. O visual é encantador, misturando o verde do mar com o colorido intenso dos barcos ancorados ali.

:: Monumento aos Náufragos de Aquidabã ::

Localizado na Ponta Leste, em Jacuecanga, a 16 quilômetros da BR-101, o monumento fica num palanque com vista para o mar. Para quem gosta de contemplar a natureza, lá existem banquinhos para sentar e algumas árvores para se esconder do sol. O monumento foi uma homenagem aos mortos da Marinha de Guerra Brasileira, em 21 de Janeiro de 1906, num naufrágio. O grande obelisco, feito em granito, possui gavetas com os restos mortais da tripulação. Para chegar, atravesse a vila da Petrobrás e siga por via asfaltada em direção ao mar. Outra opção além da contemplação da natureza é a pescaria. O local é muito procurado pelos pescadores por causa das pedras onde a presença de peixes é constante.

:: Mercado de Peixe ::

Foi erguido em 1914 na Praça Duque de Caxias, no Centro, em frente ao Chafariz da Saudade. A alguns anos atrás o mar quebrava bem próximo ao Mercado. Anos depois, um aterro afastou a construção do mar. Construído no início do século passado, sua arquitetura tem planta ortogonal e portas voltadas para a praça, o que retrata bem as linhas utilizadas na época. Neste período era conhecido como "Banca do pescado" onde havia inúmeras bancas de peixe. Atualmente o mercado é utilizado apenas por pequenos pescadores.

:: Chafariz da Carioca ::

Também chamado de Bica da Carioca, é famoso pelas lendas e histórias surrealistas em torno da fonte d'água. Situado na Rua da Carioca (daí o segundo nome), existe a mais de 100 anos. Quando surgiu, a água que jorrava era canalizada de uma chácara nos arredores. Segundo os nativos, esta água também era levada de charrete e comercializada de casa em casa. Toda essa suposta magia deu origem a uma lenda que, segundo os moradores, quem bebe desta água nunca mais deixará a cidade. Com o crescimento de Angra e às muitas construções próximas, não mais é indicada a ingestão da água do chafariz.






 


início | adicione a seus favoritos | recomende a um amigo

Copyright 2004 Angra.com.br© Websolution by ©.